30 novembro 2009

Buhbbaluu


HEY!

Que tal voltar a escrever mais alguma coisinha.
É verdade, nem todas as nuvens são cinzentas como se tem visto no céu,
anda por aí uma peste perdida no horizonte, aquele que é muito vasto...
por aí fora deambulando em trapos miúdos.
Buh...

12 novembro 2009

És linda e eu uma ilusão.


Ola para ti e para vocês.
Cá estou mais uma vez, nesta ronda estou em casa a curar uma gripe de merda.
Venho escrever para quem é o meu eterno pesadelo sem mesmo sonhar. Porque tudo o que parece bom nem sempre o é. Pensamos que seja mesmo algo que nos tormenta. E na realidade mexe mesmo comigo. Que grande porra. Mas se continuo vivo é porque devia mesmo deixar passar ao lado. Assim se um dia cair pro meu lado, cai mesmo a serio.
O jogo do dar e tirar é tão engraçado que já nem ligo em qual face ele se revela. Vai dar ao mesmo.
Vai mas é cozer batatas e junta-lhe bacalhau...
Que raio ando para aqui a dizer. Mas merecias coisas piores para me achares a pior merda do mundo. Ser o mosca morta não serve para ninguém. O pinga-amor... que raio!
É como dizer a uma mulher, és linda, ficam todas malucas se for caso para encharcar o barco, e nem sequer é necessário averiguar se o discurso combina com a sua forma de pensar. O és linda resulta se não houver inteligência no meio.
Resulta sempre, porque mexe com a beleza da pessoa. Neste meu caso, podes ate estar velha a utilizar bases e cremes e pomada contra as rugas, mas não vou conseguir dizer que és feia, percebes a diferença? Estas coisas fazem diferença no coração de uma mulher? Fazer faz... não altera é nada. Há tantos factores insignificantes que alteram essas decisões.
É porque é longe, é porque é feio, é porque é inútil, é porque é sem juízo, é porque é pobre ou é porque é tão bom tão bom que nem existe.
Ainda bem que sou homem com os pés assentes na terra. Se não caía em desgraça nas tuas garras que tanto dão massagens a elefantes como unhadas a grilos.
E isso a mim só me faz escrever. Assim de vez em quando para te fazer esperar.
Porque pedes um fim, quando tu própria preferes carimbar o documento sem hipótese de mais alguém entrar nele... é fixe brincar À distancia, é um jogo engraçado. Se fosse cara a cara perdia a piada.
Então quem precisa de fins? Eu quero um fim sim. Esse fim vai ser quando eu fechar os olhos para sempre.

bye


22 outubro 2009

O meu agora e a minha LUZ


Ola muito boa noite a todos.
Aqui venho mais uma vez escrever um bocado. Desde a ultima vez que passei por cá, muito se passou, criou, transformou, só falta mesmo eu entrar em metamorfose e me transformar em bicho!
Pois o meu casulo já tem tanta seda que só falta ter asas. Continuando...
Meti-me na Portugal Telecom a trabalhar, através de uma empresa temporária (os novos chupistas mascaram-se desta forma), comecei numa linha técnica, onde confirmava se o técnico instalava o serviço ao cliente, ligando directamente ao cliente. Após um mês, lançaram me aos leões! No próprio dia disseram me que ía começar a trabalhar noutro departamento, e cá estou eu na selva! Pessoal com vários horários e part times, mais homens que mulheres. Comecei com formação "on job", desta vez estou o dia todo a receber contactos dos técnicos, prestando apoio informático. Mesmo com acesso à Internet, não tenho muito tempo para molengar, passo o dia todo ao telefone. Mas dá para ir a pé para o trabalho, e não me aborrece estar ali. Já aprendi mais do que sabia. Amanhã há mais!

Este ano não concorri à universidade, atrasei mais um ano, a possibilidade de poder enriquecer conhecimentos sobre o que gosto mesmo de fazer... o ano passado tambem dizia: para o proximo ano é que é... enfim. Agora vejo que me iludo facilmente, e sei que por mais que a vida dê voltas, não devemos desistir dos nossos objectivos.



Free like a bird!

Cá ando na minha liberdade, sem asas para voar mas mais livre que o pássaro.
Perante o meu ultimo episódio amoroso, quer dizer, os dois últimos, vejo que é bom ser amado, enquanto tudo é novo. Quando algo nos encanta. Se esse algo nos encanta sempre, o amor está la também. A mulher questiona-se sobre o que sente, e se não se sente confortável, ela prefere fugir À realidade, e matar-se em pensamentos: como vou dizer que não te amo, quando és uma das melhores pessoas que conheci até hoje... não se faz isso `as boas pessoas... lol! Ou então não conseguem perceber a minha forma de encarar as coisas, e pensam que como estou sempre a gozar, que não sou maduro, que sou infantil. Nunca cuspas para o ar, pode te cair em cima. A sinceridade é das melhores virtudes que podemos ter.
Eu sou muito instável, tudo a minha volta parece que morre, não tenho negócios para aumentar capital, não pratico meios obscuros para atingir fins. E nesta instabilidade, tambem nao proporcionaria algo confortável para alguém.


  • Para a minha Luz
Deste-me vontade quando me chamaste poeta.
Deixa-me ser o teu poeta anónimo como outrora fui.
Se a minha pinta fosse de actor, teria agido em vez de escrever, mas sou assim de palavras cheias... Falo para ti agora, eu disse-te que me apetecia dizer algo momentaneamente, mas preferia escrever aqui para poderes ler depois.
Sentes falta da minha poesia, eu sinto falta de nunca me ter misturado contigo (ainda bem que não, prefiro ter-te desta forma, sem te ter).
Topa a minha leitura dos momentos:
quando eram poesias anónimas e primeiros contactos, eu pensava que a persistência seria a minha gloria, mas aprendi que as coisas não funcionam como nós queremos;
quando vim para Lisboa, estávamos num momento em que podíamos nos ter enrolado, mas nada estava a nosso favor, estar distante é algo muito duro para algo tão puro, então mais vale sermos o que somos, e não deixar de viver;
desde essa noite, cada um viveu na sua, poucas vezes falamos, não nos misturamos, tivemos os nossos filmes com outras pessoas... e dou por mim hoje, tal e qual como antes, a pensar em relações passadas, bons e menos bons momentos... tal como te vês a ti a pensar. E sentimos a solidão que nos acompanha. E pensamos realmente que nada nos favorece para ser feliz.
Eu vivo isto como se fosse a minha historia de amor. Nunca tenho por perto aqueles de que mais gosto, e isso faz com que goste mais deles ainda. Tu fazes parte desta tropa. És a minha longa metragem que não tem fim. Se fosse o ultimo dia da minha vida, esse dia eu iria querer estar contigo. Podemos não partilhar da mesma vontade. Cada um com a sua vontade, ya?
Pensei que conseguiria estar bem com alguém, mas tudo acaba mal. Ainda bem que eu e tu não estragamos a certa intimidade que temos. Nada é perfeito, mas contigo teria de ser. Entendes?
E tu sentes isso em ti também. Eu quero te encontrar, não no nosso próximo encontro esporádico e inesperado, mas sim num futuro em que estamos com a mesma vontade de viver. Se isso acontecer, vou poder dizer que sempre fui feliz. Mas até lá, resta-me este pensamento, vou continuar feliz à minha maneira, não te vou procurar, não vou dizer que te amo, não vou sonhar com finais felizes, apenas quero continuar a ser eu, e a ser o que sou para ti. O que faz e acontece só em sonhos. Quando puderes, dá-me um chapo para eu acordar.

Paz





27 agosto 2009

Ed Wood

Ontem assisti a mais um filme do Johnny Depp, desta vez realizado por Tim Burton, "Ed Wood" , um filme a preto e branco com 2 horas de duração, baseado em factos reais e pessoas reais, uma valente critica ao mau cinema que se faz, devido à ganancia pelo dinheiro, a falta de credibilidade em quem faz tudo sozinho. Aqui está a prova de que com vontade tudo se faz, e aplica-se a tudo, até no mundo musical, vês grandes produções com musicos que não valem um charuto...



Johnny Depp ... Ed Wood

Martin Landau ... Bela Lugosi

Sarah Jessica Parker ... Dolores Fuller

Patricia Arquette ... Kathy O'Hara

Jeffrey Jones ... Criswell
G.D. Spradlin ... Reverend Lemon

Vincent D'Onofrio ... Orson Welles

Bill Murray ... Bunny Breckinridge

Mike Starr ... Georgie Weiss

Max Casella ... Paul Marco
Brent Hinkley ... Conrad Brooks

Lisa Marie ... Vampira
George 'The Animal' Steele ... Tor Johnson

Juliet Landau ... Loretta King
Clive Rosengren ... Ed Reynolds



Vale a pena assistir! Enjoy ittt!


Paz

20 agosto 2009

Falo de mim, praia, musica e filmes.

Joni

Olá boa noite madrugadores e diurnos insaciaveis!
Após alguns dias volto de novo à carga, liguei uns cabos de cobre à ficha cá de casa e armazenei alguma energia para me inspirar com mais umas escritas.
Tiveram saudades? Eu tive... olhava para o meu blog... nem vontade tinha para escrever.
Preciso de viver tambem! Se nao o fizer, o que vou eu ter para escrever?

Cevas, Emilie e Flip.


O que tenho para contar? Rotina, trabalho fácil e mal remunerado, que até chateia.
Tenho folgas aos domingos e às terças-feiras para estragar mais o panorama.
Mas quem disse que estou em baixo? Nada disso, quem me conhece, sabe que sou mais que isso para estar assim.
Tenho produzido musica de vez em quando... quem me dera que fosse todos os dias. Ainda ontem gravei mais uma musica, analepses baseadas no ano passado, estive acompanhado com um mano desse tempo e gravamos o som de rajada.
Faz dois domingos atrás estive na Costa da Caparica, fui à praia mais o Flip, a Emilie e o Joni.
Apanhei o maior escaldão da minha vida, feito parvo deixei me dormir ao sol. Topem na foto...

Fiquei com a marca do chapéu virado ao contrario na testa...

No final da tarde eu e o Flip mamamos uma travessa cheia de caracóis... eu bem disse que os caracóis das Donas, uma terra perto da minha, o molho tinha muito mais sabor!
Aqueles caracóis na costa tinham um molho um bocado chocho, que remédio tive se não comer... enfim, para matar a barriga de misérias no passado domingo fui às Donas comer caracóis, eu, o Joni e o Scoov, e como o meu paladar não me engana, são os melhores caracóis do mundo!
Antes de ontem vi um filme mais o Flip, "Blindness". Tratasse de uma lição de vida, vocês imaginam se todo o mundo fosse cego? Não comecem a especular, vejam o filme.


Cast

(Cast overview, first billed only)
Yusuke Iseya ... First Blind Man
Jason Bermingham ... Driver #1

Eduardo Semerjian ... Concerned Pedestrian #1
Don McKellar ... Thief
Ciça Meirelles ... Driver #2
Antônio Fragoso ... Concerned Pedestrian #2
Lilian Blanc ... Concerned Pedestrian #3
Douglas Silva ... Onlooker #1
Daniel Zettel ... Onlooker #2
Yoshino Kimura ... First Blind Man's Wife

Joe Pingue ... Taxi Driver
Susan Coyne ... Receptionist

Danny Glover ... Man with the Black Eye Patch
Fabiana Guglielmetti ... Mother of the Boy (as Fabiana Gugli)
Mitchell Nye ... Boy

Para não variar, estou a comer chocolates e a olhar para a tela feito parvo.

Paz

21 julho 2009

Orgulhos que se escondem

Escrevo quando me apetece, não é à toa...
vejo isso como ir para a corrente... sem ter remos na canoa.
Não gosto de me repetir, e se o faço é sem querer,
só se for algo a pedir para nunca mais se esquecer.

Não gosto de tristezas, já tanto me feriram,
não gosto dos orgulhos que se escondem e giram,
por aí como se nada fosse, e eu não existo?
Tudo o que digo é mentira...? Então assim eu desisto.

Não compreendo... já não quero saber,
ensinaram-me a ser real p´ró que der e vier,
já não lido com quem se esconde p´ra não dar parte fraca,
agora sou eu que não responde neste mundo da caca.


Sejam reais, as amizades não acabam só por causa de guerras de amor e relações.

13 julho 2009

Cometa anti-depressões

Cometa matinal!
Arrasa corações angustiados e atormentados.
Muita gente se vê na angustia de não conseguir sair do sitio onde vive, sentem-se presos a uma rotina.
Outros conseguem sair do habitat natural e conhecer outros costumes, mas aborrecem-se por se sentirem diferentes entre todas as novas caras, comparam o habitat de origem com o a nova situação, concluindo que só as saudades podem renovar a alegria de viver e de ter alguém familiar por perto.
Nunca estamos bem, seja onde for o lugar!
Vivemos para obter pontos positivos, queremos tudo a correr bem, mas somos confrontados com pensamentos que nos levam à loucura...
É natural, mas se continuarmos nesse filme, as horas não passam, o coração aperta mais. A solução é não pensar nisso, fazer algo que nos faça pensar noutras coisas.
Arrancar o coração, fazia com que se perdesse tanto o bom como o mau... quem desejaria perder tudo o que tem de bom devido ao mal sofrido...só pode ser louco e sem tiró nenhum!
Somos feitos de sorrisos, vivemos a esconde-lo por nos matarmos em pensamentos vis.
Sorrir para o dia correr melhor, será um excelente principio do nosso bem estar e sanidade mental!
:)

Paz

03 julho 2009

O meu 3º selo!!!!



E aqui está o meu terceiro selo premiado! É tão bom ter amigos que nos oferecem algo simbólico, nem que seja só um sorriso.
Mais uma amiga que eu gosto muito me oferece uma estampa para o meu blog!
Sylvie gracias pela força que tens dado aos Filhos de Apolo!
O som de fundo é harmonioso e envolve o teu ouvido,
se é musica que toca é frutuoso que fica retido,
se poetas sao poesia inconstante e repentina,
já estou eu cheio de remelas após me cair a malina( doença que aparece nos coelhos, andam sempre cheios de remelas)lol.
Beijo.

22 junho 2009

O meu quotidiano de opções


Ola madrugadores e olá para os que passeiam por aqui durante o dia.
Venho hoje falar sobre o que me espera, sobre o lixo que me querem atirar, sobre as pressões do quotidiano, que me fazem pensar e agir, e terei mesmo de agir.
Aqui me encontro no mar de opções, em que se escolho isto vou ter aquilo, e assim sucessivamente.
A nível pessoal, encontrei alguém que me traz coisas novas, que me diz que é assim assado e cozido, e que me motiva bastante tanto intelectualmente, como pela beleza interior e exterior natural.
Somos simples, e temos também ideias que divergem e outras que se completam, gostos que são idênticos e outros que se aceitam pelo simples facto de serem diferentes e respeitados, mas isso também é óptimo para o cruzar de opiniões.
Não vou pensar em sentimentos, porque há um que irá estar sempre presente, a amizade que criamos antes de nos beijarmos. O resto desde que haja sinceridade, haverá respeito de ambas as partes.
Estou feliz por te conhecer. Por mim o conhecimento não se limitará a nada.
Perante este estar ou não estar, o caminho a levar será desenhado pelo que se passar, portanto não me vou preocupar e fecho aqui o assunto.
A nível de estatuto, cá continuo no fundo da pirâmide, onde o esforço nos faz perceber a escada que nos querem dar. Vou ficar sem trabalho porque assim decide o interesse dos desinteressados que comandam as identidades.
Vou optar por não parar por vias das necessidades, e quem diz que não há trabalho num país desorganizado, vai sentir a crise de tal forma que acaba no que eles querem, a tristeza, o negativismo, a derrota.
São tempos de sacrifício, vou pensar no meu bem estar, para equilibrar a balança de tudo o que me envolve.
Vou sacrificar para poder criar as minhas bases, mais ninguém as pode criar por mim. Vou procurar, investigar e pousar no que me der mais segurança. Acredito que não vou cair nas malhas do: " e agora? como me vou safar se não me dão hipótese?".
Hahahaha, eu vou me safaaaaaar! Então não estou preocupado com isso. Porque me vou mexer e agarrar a oportunidade. O ciclo vai continuar a rolar.
Mas se me fazem mexer, é porque eles mexem e remexem em tudo para nos deixar à toa, querem os interesses deles, e nós que se lixe!
Perante isto tudo, muitos como eu vão se safar... outros que se encostam a lamentar, vão se lamentar ainda mais porque se encostaram em casa a aguardar que algo pouse.
Cabe a cada um pensar na capacidade de agir.
Hei-de alcançar a estabilidade da minha corda bamba. Que não fique preso por um fio!
Então também não me vou preocupar, se da crise todos vivemos, eu vou viver também nela!
A nível familiar, começo a lamentar o facto de não poder voltar à minha quinta, ver os meus pais, mas sei que quando isto melhorar um bocado a nível financeiro, vou gastar euros em fins de semana para lá! Quanto ao meu irmão, ele está Tao perto que nem me preocupo se não há disponibilidade de ambas as partes para um encontro, mais cedo ou mais tarde vamos nos encontrar, desde que haja dialogo.
Portanto, se não morrer amanha, também não me vou preocupar com a família, vamos estar juntos daqui a uns tempos!
A nível de gosto pessoal, a musica, cá anda ela, ao meu ritmo, sem qualidade sonora, a aguardar a evolução da possibilidade de adquirir matéria tecnológica, e intelectual.
Mesmo sendo ela precária, ela acompanha me para todo o lado que vou.
Portanto, para que preocupar me!!! hahahaha!
E estes são os pontos que mais me fazem optar ver caminhos.
Conclusão, para que nos preocuparmos quando são as nossas opções que desenham o resto, se dá ou não dá, só nos é que podemos agir para obter ou não.
Então não vamos lamentar, vamos viveeeeer! Vamos ver o lado bom das coisas, porque o lixo negativo só nos afunda mais. Se ele me tenta atolar, eu vou estar a saltar de alegria para ganhar novas forças e resistências!
Meus amigos, pensem positivo, a dificuldade já é difícil por si só! Sorriam para tudo, até para aquilo que nos quer afundar em desgraça, pois só assim é que crescemos interiormente, e nos tornamos mais fortes e felizes connosco e com os outros. Passem a palavra. Não conseguimos mudar de planeta! Só temos de estar bem com o que conseguimos ser. Ajudem quem se afundou na desgraça, e vão ver que esses vão sorrir também.
Paz



20 junho 2009

Fuse dos Dealema



Alo blogueiros e blogueiras.
Vim hoje falar do rapper que me trouxe muita coisa nova.
É ele o Fuse, pertencente ao grupo de rap Dealema, de Nova Gaia, Porto.
Mc obscuro, à primeira vez que se ouve não se capta logo o seu intuito na rima.
Após os conhecer nos álbuns de Mind da Gap, adquiri a cópia do primeiro álbum dos Dealema numa k7, que me fez entrar neste mundo do rap, e ve-lo de outra forma. Aprendi com eles a sua essência, a musica. O Pentágono Dealematico funciona mesmo.
Depois veio o Informação ao Núcleo e o Sintoniza, para revelar a verdadeira identidade do Fuse.
Capaz de transformar versos em algo mais profundo, mostrando a sua vida e a sua visão do mundo de uma forma própria, conseguiu criar e mostrar o seu bem estar.
Mostrou o lado criativo na rima, a metáfora nunca outrora pensada, a palavra que ninguém pensou, a filosofia que muitos não querem perceber, o duplo sentido das palavras, não sendo tudo óbvio, só os mais sensíveis é que conseguiam pensar no que ele queria dizer com aquilo.
Gosta de falar das coisas, e fazer as pessoas imaginar o que é, a inteligência leva-o a outros níveis de pensamento. Não te dá a informação de bandeja, ouve o que te digo, e raciocina.
Não é uma homenagem, mas sim demonstro o seu valor que tem transmitido para o rap nacional.
Assisti a um concerto dele em Lisboa, e vi que algumas pessoas o gostam de ouvir e sentiram a sua musica como eu a senti e sinto. Não é um artista para atrair massas, nos Dealema conseguiu dar a volta à moeda adequando a sua escrita com a ideologia que o grupo pretendia transmitir.
Sei que para ele, a musica é tudo, e que o importante é o que temos vontade de representar.
A sua dedicação à musica é transmitida nestes sons que passo a apresentar.
Sinto cada rima que ele escreveu, porque me transmite a força que a musica nos dá quando é feita com coração, por gosto, sem interesses de outrem.
Sintam o seu peso, e o seu feliz fardo.
Paz

24 maio 2009

Caralhos das Caldas

video

Rui Unas elaborou uma ilustre entrevista ao maior fornecedor de caralhos nas Caldas da Rainha.
Desculpem a espressão, é que é mesmo assim que se diz. lalalalalalala...

17 maio 2009

Papel higienico

Já tinha ouvido falar do papel higiénico com a cara do Bin Laden, mas este ainda não tinha visto.
http://www.bildschirmarbeiter.com/pic/silk_soft/

16 maio 2009

Estou na poltrona...



Por aqui ou por ali me perco...
vezes sem conta,
se hei de fugir deste meu cerco,
já nada me encontra.

Tranquilizei com a mão que ajuda,
para não afundar,
lacrimejei no lago que inunda...
por me abafar.

E é tão algo inevitável e irónico,
onde tudo se torna encaixe no meu próprio puzzle crónico,
de querer me refugiar no que me encontrou...
e de estar a assar em água que a mim afogou.

E transforma-se desregrado, selvagem em chamas,
esta aura que emana sentimento sem escamas,
não há métrica que controle este descontrolo interior,
são só mais umas horas vagas onde liberto o vapor...

...do meu ser.

13 maio 2009

???

O que farias se na empresa onde trabalhas toda a gente fosse despedida?

12 maio 2009

A solução para dormir...


Estou sem sono... um dormir que não chega,
preciso de acordar do que não me larga,
necessito do aroma que me falta,
por isso continuo na insónia.
Estou a ser devorado por mim próprio,
onde tudo me envolve e não se resolve,
quando mais quero menos tenho,
e quando menos quero mais surge do nada.
Estou de pestana aberta talvez por este momento,
em que senti que vivo por um motivo,
por algo novo nunca encontrado,
por algo que me belisco e me pergunto... será que encontrei a essência esperada?
Ou será mais uma chapada...

Pronto, foi só um desabafo, de repente senti-me mais leve,
e acreditei que encontrei algo que me ilumina, algo suave que me completa mais que nunca.
Vou dormir descansado.

11 maio 2009

O meu quarto é cor de laranja


Entre quatro paredes velhas,
fico parvo como assemelhas,
nestas paredes cor de laranja,
de sopa quente fico como canja.

Escrevo parvo porque o sou,
sinto o lago que me rimou,
sirvo as chagas ao passado,
e fortaleço o que foi derramado.

Vou reaprender porque preciso,
sorrir é fácil fora o juízo,
no indicio do precipício,
lanço a pedra e fumo o vicio.

E como estou numa de divagar,
vou me acalmar bem devagar,
e é só isto que se arranja,
entre quatro paredes laranja.


(isto é sinal de felicidade, sinal de que algo me traz vida, pode ser a minha saída, para a infinita partida, de uma escrita sentida.)

beijo cor de laranja

Questionario que roubei à Luma

1)- Nome? Edgar Gabriel dos Santos da Silva
2)- Porque lhe deram esse nome? A minha mãe quis dar-me este nome porque não era muito utilizado na altura,Gabriel foi um destes nomes não usuais na altura que ela pensou dar-me então achou que combinava com Edgar,Santos da minha mãe, Silva do meu pai.
3)- Você faz pedidos às estrelas? Fiz quando era miúdo,as constelações admiram se profundamente na Beira Baixa, venham visitar o Alcaide!
4)- Quando foi a última vez que chorou? Não me vou referir, a tristeza guardo-a para mim e para quem me deu o ombro para desabafar..ouve quem me desse musica.
5)- Gosta da sua letra? Desde miúdo que escrevo torto por linhas direitas...
6)- Gosta de pão com o quê? Nutella,doces,geleias...manteiga,mas tb adoro sandes mistas...e fazer misturas variadas tipo pão com Nesquik!
7)- Quantos filhos tem? NENHUM, sou sozinho.
8)- Se fosse outra pessoa seria seu amigo? Porque não?
9)- Saltaria de bungee-jump? Sem dúvida, que mordia algo bem forte enquanto saltava.
10)- Desamarra os sapatos antes de tirá-los? Quando era mais novo nunca os apertava,agora é conforme os tenis...tenho de comprar umas banheiras novas.:p
11)- Acreditas que és uma pessoa forte? Por vezes sim, porque tenho mesmo de o ser.Sou forte para os outros,para mim nem sempre.
12)- Gelado favorito? Sem duvida qualquer um que tenha chocolate...
13)- Vermelho ou preto? Preto
14)- O que menos gostas em ti? Fisicamente o facto de não conseguir engordar e ter-me de me de agarrar aos postes para não voar com o vento. Psicologicamente a “facilidade” como me entrego.
15)- O que mais gostas em ti? a força que tenho para ajudar os outros,para lhes devolver a vontade de viver. E o meu sentido de humor e ironia por vezes em exagero.
16)- De quem sentes saudades? Os meus amigos que estão longe, da minha família de França, Brasil e Espanha. Da vida que tinha enquanto era estudante...
17)- Descreva que roupa e calçado está a usar agora: A esta hora tenho as minhas calças largonas pretas,t-shirt da Volcom preta com desenhos roxos,e o casaco preto da Volcom,com os meus DVS todos rotos.
18)- Qual foi a última coisa que comeu hoje? arroz com ervilhas fritas... não tenho chocolate pq não lhe resisto.
19)- O que está a ouvir agora? Sam the Kid- Viva (do album de instrumentais)
20)- A última pessoa com quem falou ao telefone? Com o mastah Flip, combinamos encontrar-nos na noite do Bairro Alto em Lisboa.
21)- Bebida favorita?Coca-Cola, mas em primeiro lugar a água!
22)- Comida? pizza com batatas e coca-cola,hambúrguer,carne picada com grandes massas e misturas de varias coisas,adoro favas, feijão frade com atum e cebola...empadão de carne, arroz de pato, frutos secos,chocolates, doces e guloseimas...
23)- Último filme que viu no cinema e com quem? lembro me que foi o Idade do gelo 2 com uma amiga que já não vejo há bué, no ano passado. Tudo bem Tânia?
24)- Dia favorito do ano? Nenhum em especial,temos uns melhores que outros, mas no meu aniversario estou sempre feliz, 10 de Janeiro.
25)- Inverno ou Verão? Primavera e Verão
26)- Beijos ou abraços? Abraços COM beijos para quem eu sentir tal como família, para os meus amigos fortes abraços, para as amigas ou beijos ou abraços, conforme as situações, mas adoro beijar.
27)- Qual a tua sobremesa favorita? Chocolate, venha ele como vier..
28)- Que livro está a ler? Contos de Eça de Queiroz... arrumei-o pq me fartei do tão massudo e descritivo que ele é.
29)- O que tem na parede do seu quarto? azulejos de 1924 e tinta laranja.
30)- Filmes favoritos? Blow (Profissão de risco) com Jonny Depp
31)- Onde foi o lugar mais longe que já foi? França
32)- Uma música? Tequilla Sunrise - de Cypress Hill
33)- Uma frase? Boooooootaaaaaa sooooooooooooooom!!!!!

05 maio 2009

Um parvo


Eu sou parvo... e continuo a sentir-me parvinho. Quis fugir mas não me consegui esconder.
Como vês sou mesmo transparente... tudo se vê em mim, nada consigo disfarçar...
Eu gosto da amizade, gosto da tua presença, gosto quando me procuras, mas nem sabes o quanto me apetece fugir para não ter que pensar em algo que me mata.
Estou a morrer porque sou parvo. Parvo por me ter dado à morte.
Era mais fácil se me tivesse mantido na minha, sem grandes aberturas, descobre tu se quiseres! Mas não... desvendei me que nem um livro aberto. Eu sou isto... curtes?
Pois... curtes..., sou quem mais merece ser amado na terra, sou a estrela que brilha no céu... sou o especial que mais ninguém tem como especial, mas não passarei disso.
Mais uma vez me perco onde não era para me perder mas sim deixar correr... mais uma vez fujo do que já tinha pensado que iria acontecer.
Mais uma vez sou parvo. E mais uma vez me curo, se não fores tu a cura para o desassossego.

04 maio 2009

??

Se estamos em crise, o que devemos fazer para sair dela?

03 maio 2009

Filhos de Apolo


Ola Blogmaniacos e Blogmaniacas! Estou de volta para mais uma saga de coisas novas, e para esta nova vinda juntei-me a dois amigos num novo blog:
Filhos de Apolo.
Espero que gostem.
http://filhos-de-apolo.blogspot.com/

Desde poesia, prosa, literatura, arte, pensamentos, musica, ... tudo o que nos envolve, nos mexe e nos deixa em reflexão.

Até jázzzzzzz! :)
 
Copyright 2009 Cevada